TURISMO

Rota 66

Conheça a histórica estrada de maior sucesso dos EUA

Para quem gosta de se aventurar na estrada, rodar pela histórica Rota 66 é a viagem perfeita. Conhecida como “The Mother Road” (a estrada mãe, em português), a Rota 66 é considerada a rodovia mais famosa do mundo. Com uma extensão de cerca de 4 mil km, a estrada norte-americana cruza quase 200 cidades cortando 8 estados dos EUA, entre eles: Illinois, Missouri, Kansas, Oklahoma, Texas, Novo México, Arizona e Califórnia.

Quem decide explorar a rodovia, deve se organizar bem, principalmente em relação a quantos dias terá para fazer a viagem, sobretudo se quiser conhecer todos os estados em que a estrada passa. O recomendado é separar pelo menos de 15 a 20 dias para conseguir visitar as cidades. Ou tentar pelo menos conhecer uma cidade de cada estado e explorar seus principais pontos turísticos, como parques nacionais e museus importantes.

8 cidades para visitar enquanto viaja pela Rota 66

Você está pensando em embarcar nessa viagem pela Rota 66? Então confira o roteiro especial que preparamos para facilitar o seu passeio e tornar essa aventura inesquecível.

1) Chicago, Illinois

É exatamente onde começa a Rota 66. Você estará visitando simplesmente a terceira maior cidade dos Estados Unidos. Chicago encanta a todos com seus grandes arranha-céus, as galerias e museus, além do enorme parque público Millennium Park e o divertido Navy Pier. Ao passar por Chicago, não deixe de conhecer os principais pontos turísticos da cidade, entre eles:

SkyDeck Chicago: 

Um observatório no 103º andar do prédio Willis Tower. Lá do alto você consegue ter as visões mais bonitas da cidade e tirar belas fotos. Não deixe de curtir o The Ledge, uma estrutura toda de vidro que faz você se sentir como se estivesse andando pelo céu de Chicago. Os tickets custam a partir de 26 dólares para adultos e 18 dólares para crianças dos 3 aos 11 anos.

Saiba mais sobre o SkyDeck Chicago clicando aqui.

360 Chicago:

Outro observatório muito famoso de Chicago, localizado no 94º andar do icônico prédio John Hancock. Fica bem próximo ao Lago Michigan e também proporciona vistas incríveis da cidade. Sua atração principal é o TILT, uma plataforma móvel toda em vidro, que inclina para fora do prédio e é de tirar o fôlego. Os bilhetes custam a partir de US$22 para adultos e US$15 para crianças dos 3 aos 11 anos.

Saiba mais sobre o 360 Chicago clicando aqui.

Lago Michigan:

Nada vai valer mais a pena do que apreciar a beleza de um dos cartões postais de Chicago. O Lago Michigan é o único dos 5 grandes lagos que fica totalmente em território americano. É enorme a visão que se tem dele chegando a ser quase infinita. No verão é possível curtir o lago como se fosse uma praia e fazer vários passeios por ele.

Placa de Inicio da Rota 66:

Bem no centro de Chicago fica a famosa placa que marca o início da Rota 66. Fica na East Adams Street, a oeste do cruzamento com a South Michigan Avenue. Vale a pena ir até o local onde teve início a famosa estrada norte-americana. Vai te render fotos muito legais.

2) Saint Louis, Missouri

A principal atração do estado de Missouri é a cidade Saint Louis, conhecida como a porta de entrada para o Velho Oeste Americano. O cartão postal da cidade é a ponte que corta o rio Mississipi, a Chain of Rock Bridges. La você poderá apreciar o melhor da culinária americana, como as tradicionais costelinhas de porco com barbecue. É a terra da famosa cerveja Budweiser e a Anheuser Bush oferece uma visitação e vários tours pela fábrica, além de uma deliciosa degustação da cerveja, e o mais legal é que é tudo de graça.

A cidade é conhecida por suas diversas atrações gratuitas ou com baixo custo, para todos os gostos e idades. O jazz e o blues são parte da cultura de Saint Louis, portanto se decidir passar a noite na cidade, o BB’s Jazz, o Blues & Soups, o The Beale on Broadway e o Broadway Oyster Bar ficam próximos um do outro e são excelentes opções para curtir o uma música ao vivo.

Impossível estar na cidade e não querer visitar o Gateway Arch com seus 192 metros de altura, onde é possível contemplar vistas sensacionais da cidade. A cultura esportiva também é muito tradicional em Saint Louis, visite o Busch Stadium, casa dos St. Louis Cardinals, time de beisebol da liga americana principal.

3) Galena, Riverton e Baxter Springs, Kansas

O estado do Kansas é onde passa o menor trecho da Rota 66, são apenas 22 km através do canto sudeste do estado, passando por 3 cidades: Galena, Riverton e Baxter Springs. O trajeto é curto, mas conta com diversas atrações, inclusive para os fãs do divertido filme Carros. Em Galena, visite o Cars on the Route, que mistura um restaurante uma lojinha,o restaurante fica no lugar onde havia um antigo posto de gasolina, o Kan-O-Tex, , que foi restaurado e é conhecido pela camionete que inspirou o personagem Tow Mater do filme Carros, da Pixar-Disney.

Em Galena podemos encontrar também o Museu Histórico, repleto de recortes de jornais antigos e outros itens, como ferramentas enferrujadas e máquinas usadas para extração de minério, que trazem memórias da cidade durante a mineração no período de 1920.

Na cidade de Riverton, há o Eisler Brothers Old Riverton Store, considerado um dos lugares mais originais da Rota 66. O local existe de 1925 e oferece sanduiches e uma loja cheia de itens que remetem à famosa estrada. Entre Riverton e Baxter Springs voce vai encontrar a Marsh Rainbow Arch Bridge, famosa ponte construída em 1923 e a única sobrevivente da época no estado do Kansas, uma verdadeira relíquia onde ainda é possível passar de carro por ela, aproveite para tirar muitas fotos.

Para finalizar em Baxter, não deixe de ir no Restaurante Murphy, muito famoso pelas deliciosas tortas gigantes. O Baxter Springs Independent Oil and Gas Service Station, foi construído na cidade nos anos 30, um antigo posto de gasolina que hoje atrai milhares de visitantes que viajam pela Rota 66 no Kansas.

4) Oklahoma City, Oklahoma

Uma metrópole bem agitada, mas que conserva sua cultura local e a tradição de Velho Oeste da cidade. Conta com ótimos restaurantes, museus e diversas atrações artísticas, além de lojas e atividades com temática cowboy. A inúmeras churrascarias da região também são bem famosas e procuradas, como a Jack’s Bar-B-Q e a Jigg’s Smokehouse.

Para conhecer um pouco da cultura local, faça um passeio pelo centro de artes The Womb, fundada por Wayne Coyne, líder da banda Flaming Lips. Um ponto bem diferente par observar a beleza da cidade é a SandRidge Sky Trail, uma construção com 24 metros de altura.

A cidade tem diversos museus muito interessantes, entre eles o famoso Museum of Osteology, que tem mais de 300 esqueletos de humanos e animais. Outro museu muito famoso que já atraiu mais de 10 milhões de visitantes de todo o mundo é o National Cowboy Western & Heritage Museum, que começa com uma enorme escultura bem na entrada, a”End of the Trail”, o monumento possui 5 metros de altura e retrata um cowboy montado em um cavalo. O local expõe um grande acervo de obras do oeste e galerias interativas do mundo dos rodeios, da cultura nativa e dos cowboys americanos.

5) Amarillo, Texas

O famoso Cadillac Ranch é sem dúvida uma das atrações mais legais para se visitar em Amarillo. Uma exposição de arte repleta de esculturas de Cadillacs com a frente enterrada no chão, e que você pode deixar sua marca, fazendo um Grafite nos carros. Amarillo já foi conhecida como um dos maiores núcleos de comercialização de gado dos EUA, guardando até os dias de hoje essa antiga cultura. A cidade leva um pedaço do Velho Oeste aos turistas que passam pela rodovia.

Há ainda o Palo Duro Canyon State Park, segundo maior Canyon do país, fica a poucos quilômetros da cidade e vale a pena ser visitado. Lá é possível fazer trilhas, piqueniques, acampar, entre outras opções que agrada qualquer visitante.

O RV Museum também é uma atração imperdível de Amarillo. Um museu que mostra a evolução dos RVs com o passar dos anos, os tradicionais trailers são muito utilizados por americanos durantes suas viagens, e lá você encontra um pouco dessa paixão americana. A entrada é gratuita!

6) Albuquerque, Novo México

A maior cidade do estado do Novo México é dividida pelo Rio Grande e fica em altas altitudes. Possui belas paisagens do deserto e das montanhas e conta com uma gastronomia e típica do Sudoeste. A cidade tem muitas atrações turísticas, como Breaking Bad Tour, que leva os fãs da série americana de grande sucesso, Breaking Bad, para percorrer os lugares em que aconteceram as gravações e mostrar as curiosidades da série.

Albuquerque oferece uma programação cultural e histórica muito variada, com diversos museus, entre eles o Centro Cultural da Tribo Pueblo, o Monumento Nacional de Gravuras Rupestres e o Museu de Ciências e História Natural do Novo México. Há também a Cratera de Barringer, formada por um meteorito há milhares de anos e que chama a atenção de todos.

As famosas placas de neon que iluminam a antiga Rota 66, localizadas nos limites da cidade também são uma atração à parte. A cidade oferece ainda muitos restaurantes, lojas e boutiques, principalmente pela Central Avenue.

Se você estiver fazendo sua viagem pela Rota 66 no mês de outubro, não perca o Balloon Fiesta, o maior festival de balões do mundo, que acontece em Albuquerque, todo ano no início do mês. São 9 dias de voos com mais de mil balões no céu, incluindo competições diversas, com balconistas do mundo todo. Você pode ainda fazer um passeio incrível de balão pelo céu da bela cidade e visitar o Albuquerque International Ballon Museum, que fica no parque onde acontece o evento, para conhecer a história do balonismo e ver as réplicas de lindos e famosos balões.

7) Grand Canyon, Arizona

Não é uma cidade, mas vale e muito a pena ser visitado. E é no estado do Arizona que fica localizado o desfiladeiro conhecido mundialmente, Grand Canyon. Fica próximo da cidade de Flagstaff, na Rota 66. O lugar apresenta vistas de tirar o fôlego, com seus 1.8 km de profundidade e 446 km de comprimento, se tornou um dos principais cartões postais dos Estados Unidos.

O Grand Canyon ocupa ainda uma posição na lista das Sete Maravilhas Naturais do mundo. Povos indígenas ainda habitam em parte da área, com assentamentos em algumas cavernas. O parque é aberto para visitação e você pode passar um dia todo aproveitando suas atrações e tirando fotos incríveis.

Há mais ou menos 132 km de distância do Grand Canyon, está Flagstaff. Uma cidade simpática, que embora seja pequena, possui uma ótima estrutura, com muitas opções de hospedagem, grandes supermercados, cervejarias artesanais, galerias com obras de arte locais, muitas opções de casas noturnas com música ao vivo e até um pequeno aeroporto.

Em 2001, a cidade se tornou a primeira “International Sky Dark City” do mundo, já que quase não tem poluição luminosa, ideal para quem gosta de passar horas admirando as estrelas.

Holbrook

Se você deseja curtir um pouco mais o estado do Arizona, vá até a cidade de Holbrook, há apenas 145,6 km de Flagstaff. A pequena cidade tem cerca de 5 mil habitantes, mas atrações turísticas é o que não falta no local. Abriga lendários motéis e restaurantes clássicos, com pratos ao estilo da cozinha Tex-Mex. As famosas lojas de rochas e estátuas de dinossauros no centro, deixaram a simpática cidadezinha famosa.

Uma atração que não pode ficar de fora é o Parque Nacional da Floresta Petrificada, é enorme e tem paisagens muito bonitas para apreciar. Nem todas as árvores do parque são petrificadas, mas lá você encontrará petroglifos de centenas de anos, além de belas colinas e uma diversidade de rochas e minerais. O Parque do Deserto Pintado também não pode ficar de fora da sua visita por Holbrook, o local conta com diversas trilhas e atividades em grupo na região rural, como excursões, passeios guiados por um guarda do parque e a observação de pássaros.

8) Los Angeles, Califórnia

É onde a Rota 66 chega oficialmente ao fim, em uma das cidades litorâneas mais famosas e desejadas dos Estados Unidos. É no Pier de Santa Mônica que fica uma placa indicando o final do roteiro pela rodovia mais famosa do país. O Pier conta ainda com diversas atrações como parque de diversões, lojas, restaurantes e lanchonetes.

Los Angeles oferece tudo que um visitante espera encontrar, diversos museus como o famoso Museu da História Natural e o mundialmente conhecido Museu de Cera Madame Tussauds. Há ainda belas praias, tours pelos grandiosos estúdios de gravação de Hollywood e a famosa Calçada da Fama, inúmeras casas de shows e entretenimento, ótimos restaurantes e diversas lojas e outlets para fazer compras e parques de diversões para toda a família. Sem dúvida, a última parada da Rota 66 é uma das cidades mais interessantes do país.

Outra ótima opção de passeio ao finalizar o tour pela Rota 66 na Califórnia, é passar pela “cidade fantasma” Calico Ghost Town, tradicional cidade turística do Velho Oeste. No passado o local já foi uma cidade bem movimentada e cheia, mas aos poucos seus habitantes foram a abandonando, passando a se tornar praticamente um local deserto, por isso o apelido.

Apesar do abandono, o lugar acabou despertando a atenção dos viajantes, o que a transformou em um ponto turístico autêntico, após algumas renovações. Hoje, Calico Ghost Town conta com poucos comércios, restaurantes e museus inspirados na cultura local. Isso faz com que você viaje no tempo, para a metade do século passado.

Onde dormir na viagem pela Rota 66

Os hotéis que ficam espalhados pela Rota 66 são bem variados, já que a estrada passa por grandes cidades, vilarejos, desertos e montanhas. Por isso a decisão por um lugar para passar a noite ou até alguns dias pode variar bastante de acordo com o seu estilo de viagem. Veja algumas dicas que poderão de ajudar nessa escolha:

Chicago, Illinois:

The Peninsula Chicago é um dos melhores hotéis da cidade, bem localizado e com serviços de luxo, como spa e piscina, academia completa e quartos confortáveis e espaçosos.

Para quem deseja uma opção mais econômica, mas não quer abrir mão de conforto e boa localização, o Hotel Indigo Chicago Downtown é uma ótima opção. Fica próximo ao metrô e do Lincoln Park.

Saint Louis, Missouri:

O Hampton Inn & Suites oferece quartos espaçosos e ótimas opções de café da manhã bem no padrão americano. Tem também uma ótima localização, próximo ao famoso arco de Saint Louis.

O Holiday Inn St. Louis Forest Park é uma opção mais próxima da Rota 66 e também com um ótimo custo-benefício. Oferece quartos confortáveis, além de café da manhã incluso na tarifa, estacionamento e wi-fi gratuitos.

Baxter Springs, Kansas:

O trecho que passa pelo estado do Kansas é bem curto e a maioria das pessoas passam apenas o dia por lá, mas se você decidir dormir nessa parte do caminho, vá até o Rose Cottage, um hotel simples, mas bem confortável, com ótimo atendimento, café da manhã incluso na estadia e estacionamento.

Oklahoma City, Oklahoma:

O Courtyard by Marriot fica bem próximo a Rota 66 (nesse trecho a Interestadual 44 seguiu o traçado da Rota, substituindo a clássica estrada). O local tem excelentes quartos, com estacionamento e wi-fi gratuitos.

Outro local com um ótimo custo-benefício é o Holiday Inn Hotel & Suites Oklahoma City North. Fica no norte da cidade e possui ótimos quartos, estacionamento gratuito e café da manhã incluso em algumas tarifas.

Amarillo, Texas:

Um hotel padrão das redes hoteleiras de beira de estrada e que oferece uma tranquila noite de sono é o Drury Inn and Suites Amarillo. Possui serviços básicos como estacionamento, wi-fi gratuitos e café da manhã incluso nas tarifas.

O Route 66 Inn é um motel tipicamente americano, localizado bem na saída da Interestadual 40. Fica a apenas 10 minutos do Museu de Arte de Amarillo e a 3,2 km do bairro histórico Route 66.

Albuquerque, Novo México:

Em Albuquerque uma boa opção para se hospedar é o Ramada Hotel East, com diárias para casal com valor bem econômico, a partir de 50 dólares. O hotel tem uma boa localização e ótimos quartos, com café da manhã gratuito.

Flagstaff, Arizona:

O Econo Lodge Flagstaff Rota 66 é uma ótima opção na agradável cidade. Fica apenas a 5 minutos da Universidade do Norte do Arizona e oferece muito conforto, café da manhã e estacionamento gratuito.

Outra opção na cidade é o Rodeway Inn & Suites Flagstaff. O hotel fica próximo a Interestadual e à Rota 66. O centro da cidade fica a menos de 3,2 km e você pode aproveitar para até o Porky’s Pub, que oferece uma boa seleção de bebidas, com 20 tipos de chopp diariamente.

Los Angeles, Califórnia:

The Georgian Hotel além de ser um hotel muito bonito, é cheio de história, já que muitas pessoas contam que Al Capone e outros gangsteres famosos da época frequentavam o local para tomar uns drinques em seu lobby. Possui uma ótima localização, ao lado do famoso Pier de Santa Mônica, perto da praia.

Outra ótima opção de hotel em Los Angeles é o Ramada Plaza West Hollywood Hotel and Suites. Fica próximo a Sunset Strip, uma região com diversas opções de restaurantes e bares, e perto de algumas atrações turísticas como o Museu de Arte de Los Angeles County.

Onde comer na viagem pela Rota 66

O que mais se encontra pelo caminho na Rota 66 são pontes, postos de gasolina abandonados, antigos motéis, museus e cidades quase abandonadas. Alguns trechos entre o estado de Illinois e o Missouri costumam ser bem vazios, mesmo assim você vai encontrar ótimas opções para fazer suas refeições. Os restaurantes mais famosos dessa região inicial da Rota 66 são:

Cozy Dog Drive In:

Localizado em Springfield, o local é muito famoso pelo Hot Dog no palito, entre outros pratos deliciosos.

Doc’s Soda Fountain:

Fica localizado em Girard e serve almoço, jantar, sorvetes e doces, além de ter um museu sobre a antiga farmácia que é a origem do local, aberta no século XIX.

The Ariston Café:

Fica localizado em Litchfield e é considerado o restaurante em funcionamento mais antigo da Rota 66.

Ted Drewes:

Uma espécie de sorveteria localizada em Saint Louis. Está em atividade desde 1929 e sua especialidade é o Frozen Custard, um creme congelado diferente do sorvete, mais cremoso e que contém ovos. Além de ser delicioso, o atendimento é muito rápido.

Chegando no trecho que vai do Kansas a Oklahoma, você já estará chegando quase na metade do caminho. Atualmente ainda há longos trechos próximos da rota original da estrada em Oklahoma, mas grande parte acabou sendo substituída por rodovias mais novas e mais rápidas. As melhores opções para comer nessa região são:

Mexican Restaurant Mi Torito:

Fica em Galena e é uma ótima escolha para quem gosta da culinária mexicana, apimentada e cheia de sabor.

Eisler Brothers Old Riverton Store:

Fica em Riverton e é considerado um dos lugares mais originais da Rota 66. Oferece sanduiches e tem uma loja com diversos itens que remetem à famosa estrada.

Pops:

Localizado em Arcadia, a 26 minutos de Oklahoma City, o local é conhecido pelo famoso neon com o formato de uma gigante garrafa de refrigerante e o símbolo não é à toa já que a lanchonete oferece mais de 700 opções diferentes de refrigerante.

Ann’s Chicken Fry House:

Fica na cidade de Oklahoma City, é um antigo posto de gasolina que se transformou em um restaurante especializado em alimentos fritos, lá você encontra desde frango até pêssego frito, entre outras delícias.

Johnnie’s Grill:

A lanchonete está na ativa desde os anos 40 e fica localizada na cidade de El Reno, a apenas 30 minutos de Oklahoma City. É muito conhecida por seu hambúrguer de cebola frita.

Apesar da Rota 66 passar por apenas 300 km do Texas, você vai conseguir acompanhar diversas atrações pelo caminho. Há menos postos de gasolinas abandonados pela estrada, dando lugar a vários hotéis e restaurantes antigos que existem nesse trecho da viagem. Você está oficialmente na metade do caminho, aproveite para ir até o:

Midpoint Café:

É um restaurante e tem também uma loja de souvenires e antiguidades. Fica na cidade de Adrian e marca exatamente o ponto intermediário entre Chicago e Los Angeles, na Rota 66. Possui uma sinalização indicando a distância do trajeto para cada lado do caminho.

The Big Texan Steak Ranch:

Fica em Amarillo e é um dos restaurantes pioneiros nos desafios de comer tudo o que puder de um prato e não pagar a conta. Foi inaugurado nos anos 60 e mantém viva essa tradicional brincadeira do desafio, sendo sucesso principalmente pelos seus famosos bifes de 2 kg.

No estado do Novo México, você vai passar por alguns dos trechos contínuos mais longos da Rota 66, fazendo você realmente se sentir de volta ao passado, enquanto passa por quilômetros do deserto americano e pequenas cidades com influências indígenas e espanholas. Nessa parte da viagem, boas opções para fazer suas refeições são:

66 Diner:

Fica em Albuquerque e é uma lanchonete que traz diversas referências das décadas de 50 e 60. Oferece comidas bem calóricas para repor as energias dos viajantes.

The Pantry:

Fica localizado na pequena e simpática cidadezinha de Santa Fé, à 1 hora de Albuquerque. Existe desde 1948. Serve desde os tradicionais cafés da manhã americanos, com ovos e carne até deliciosos pratos da culinária mexicana.

Seguindo pela Rota 66, ao passar pelo estado do Arizona você vai passar por lindas paisagens, desertos e vários monumentos e belezas naturais. Aproveite para comer nesses lugares:

Mr. D’z Route 66 Diner:

Localizado na cidade de Kingman, o local oferece boas cervejas artesanais, além de deliciosos pratos com filé de frango frito e um menu de café da manhã servido o dia todo. Você pode tirar fotos bem divertidas no icônico caminhão Chevrolet 1952 com tema da Rota 66 que fica ao lado de fora do restaurante.

Rod’s Steak House:

Seguindo o caminho pela Rota 66, vá até a cidade de Williams e almoce nesse restaurante de 70 anos, muito famoso pelo bife chamuscado e pelas deliciosas costelas. O local fica a 96 km ao sul do Grand Canyon e ainda tem uma lojinha com diversos itens colecionáveis do emblemático novilho do Rod’s.

Beaver Street Brewery:

Fica em Flagstaff e é uma ótima opção para almoço e jantar. Serve pratos tradicionais americanos, como hambúrgueres e costelinha, e também tem um cardápio variado da culinária alemã.

Chegando no estado da Califórnia você já se encontra na reta final da viagem pela Rota 66, e é possível notar inclusive as diferenças que a própria estrada tem no estado ensolarado. É o único trecho com bastante movimento e até engarrafamentos pela rota 66. Tanto em Los Angeles onde se encontra a placa indicando o final da Rota 66, quanto em outras cidades que passam pelo caminho, você consegue encontrar diversos restaurantes e lanchonetes para fazer suas refeições, entre eles:

Calico House Restaurant:

Localizado na charmosa cidade fantasma Calico Ghost Town, o restaurante é famoso por suas carnes defumadas e pães assados frescos, além dos deliciosos doces caseiros. Você vai se sentir em um verdadeiro filme de Velho Oeste ao se sentar nas cadeiras de balanço que ficam do lado de fora do local.

Roy’s Motel, Café and Gas Station:

Localizado em Amboy, a 1h e 20m de Calico. A pequena e quase extinta cidadezinha já foi uma parada muito importante da Rota 66. O Roy’s possui uma arquitetura da metade do século e uma placa neon que chamam a atenção dos viajantes. Aproveite para tomar um Root Beer (tradicional refrigerante vendido na Rota 66) e comer alguns petiscos.

The Albright:

Fica no famoso Pier de Santa Mônica, em Los Angeles. Ideal para os apaixonados por frutos do mar, oferece uma grande variedade de ostras frescas, além de lagostas e caranguejos. Tem também ótimas cervejas artesanais.

História da Rota 66

A rodovia é considerada um patrimônio histórico dos Estados Unidos. Foi inaugurada em 1926 e passou a ser muito utilizada após a década de 30em que os EUA tinham um plano nacional de autoestradas e em meio a 96 rodovias, estava a Rota 66. Já foi chamada de “Rua Principal da América” e teve seus “anos dourados” na década de 1950. Após essa época, novas interestaduais mais modernas e seguras passaram a ser criadas e o trânsito começou a ser desviado, deixando a Rota 66 ultrapassada até que em 1985 foi finalmente desativada.

Apesar de muitos trechos da Rota 66 terem sido completamente absorvidos por vias expressas, hoje ainda é possível passar por uma grande parte de seu traçado original. Para percorrer todo seu percurso original, começando em Chicago, no estado de Illinois, até Los Angeles, na Califórnia, leva-se cerca de 51 horas.

As condições da estrada assim como a sinalização podem variar bastante de um estado para o outro. Os trechos mais antigos acabam sendo mais danificados, mas quanto mais próximo do estado da Califórnia você estiver, melhores serão as condições da rodovia e também a sua sinalização.

Atualmente, a Rota 66 é mais voltada para o turismo, sendo um tour turístico para quem visita os Estados Unidos, sendo um símbolo do país, conhecida em todo o mundo. Durante seu percurso é possível encontrar diversos lugares incríveis para curtir, como lanchonetes, hotéis e lindas paisagens naturais.

Curiosidades da Rota 66

  • O primeiro Motel da história foi construído na Rota 66;
  • O primeiro Mc Donald’s foi construído em 1940, na cidade de San Bernardino, a uma hora de carro de Los Angeles, também na Rota 66;
  • Vários filmes já fizeram a Rota 66 como cenário, entre eles o “Easy Rider” de 1969, o “Café Bagdá” de 1987, “Thelma & Louise” de 1991, o clássico “Forrest Gump” de 1994 também tem alguns trechos que mostram a Rota 66, e a famosa animação “Carros” de 2006;
  • A estrada também serviu de inspiração para o maior escritor da geração beat, o Jack Kerouac, que passou sete anos percorrendo a lendária rodovia e escrevendo “On the Road”.

Veja também:

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo