INTERCAMBIO

Os Diplomas Brasileiros são reconhecidos nos EUA?

Entenda como funciona o reconhecimento de Diplomas Brasileiros

Muitas pessoas se perguntam se os Diplomas Brasileiros são reconhecidos nos Estados Unidos. Caso você possua um diploma brasileiro, não quer dizer que poderá fazer uma pós-graduação ou trabalhar nos EUA. Os Estados Unidos não possui um órgão governamental que tome e cuide do reconhecimento de Diplomas Brasileiros (ou demais estrangeiros). Esse processo é delegado ao que se conhece por credential evaluation services, empresas privadas que avaliam seu diploma e tenta encontrar um equivalente nos Estados Unidos. Ao contrário do Brasil, que possui o Ministério da Educação, nos EUA não existe um órgão do governo que avalie isso.

Depois disso, essas empresas passam a equivalência (se existir) ao empregador ou instituição de ensino interessada no candidato à vaga profissional ou de estudo. Então, a escola ou a comissão que regulamenta o seu tipo de profissão nos EUA poderá pedir para que seu diploma seja avaliado por uma dessas empresas. Depois disso a instituição vai saber dizer se você terá que conseguir mais horas/aula de estudo, cursos adicionais ou testes de certificações específicas para poder atuar na mesma área profissional. Ou se o seu diploma é compatível com o curso americano correspondente (o que é muito difícil).

Preciso refazer o curso?

Na maioria das vezes, o diploma não é completamente reconhecido e pode ser até ignorado. Nesses casos, o aluno/candidato terá que refazer o curso na versão americana. Cursos superiores da área médica, por exemplo, tem a grade curricular e treinamentos diferentes.

Como a validação de Diplomas Brasileiros é um processo demorado, caro e complexo, muitos escolhem trabalhar em empregos considerados sub empregos no Brasil, típicos de imigrantes, até poder juntar algum dinheiro para bancar todo o processo. Lembrando que nos EUA todo tipo de serviço é valorizado e muito bem remunerado, por sinal.

Nota: além dos processos acima, algumas profissões precisam ser licenciadas dentro do Estado americano antes que um indivíduo possa exercê-las. Lembre-se que cada Estado americano possui sua própria licença e, caso se mude, talvez seja necessário fazer outra prova e obter outra licença.

Cabe ao empregador e à instituição de ensino informar sobre os procedimentos da sua área.

Algumas profissões que exigem licença

  • Contabilidade;
  • Profissões na área de saúde (cargos de auxílio);
  • Enfermagem;
  • Medicina;
  • Odontologia;
  • Nutrição;
  • Orientadores psicológicos (educacionais);
  • Terapia Ocupacional;
  • Terapia familiar e marital;
  • Especialistas em massagens;
  • Optometria;
  • Osteopatia;
  • Farmácia;
  • Fisioterapia;
  • Esteticistas;
  • Psicologia;
  • Arquitetura;
  • Veterinária;
  • Cosmetologia;
  • Quiropraxia;
  • Engenharia;
  • Direito;
  • Serviço social;
  • Educação, entre outros.

Pessoas interessadas nessas profissões devem obter um certificado estadual.

Conclusão

Contate a comissão profissional da região onde você vive para saber o que você precisa fazer. Faça seu processo de acordo com as instruções deles. Caso queira outra área (que não as profissões acima) você deve entrar em contato com o empregador ou instituição de ensino que desejar e se informar sobre os procedimentos de revalidação/reconhecimento de diplomas nessas áreas.

Você será informado que precisa ter seu diploma traduzido e avaliado por uma dessas empresas (credential evaluation). E quando o interesse é trabalhar nos EUA, a validação do seu diploma fica a critério da empresa contratadora.

Lembre-se: esses processos não são gratuitos. E além de validar seu diploma, para trabalhar nos EUA você precisará de um bom inglês.

VEJA TAMBÉM:

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo