Warning: touch(): Unable to create file /www/wwwroot/prod.maisusa.com/wordpress/wp-content/cache/wp-rocket/maisusa.com/estudando-e-trabalhando-como-au-pair-nos-estados-unidos/.mobile-active because No such file or directory in /www/wwwroot/prod.maisusa.com/wordpress/wp-content/plugins/wp-rocket/inc/front/process.php on line 183
Estudando e trabalhando como Au Pair nos Estados Unidos - VISTO J1
INTERCAMBIO

Estudando e trabalhando como Au Pair nos Estados Unidos

Tudo sobre o programa de Au Pair e visto J1

Au Pair é um jovem entre 18 e 26 anos que vai para outro país viver com uma família local por um determinado período. Essa pessoa cuida das crianças da família e pode ter que realizar também algumas das tarefas da casa. Em troca, ela recebe alojamento, alimentação e uma quantia em dinheiro e ao mesmo tempo pode aprender mais sobre o idioma e a cultura local. Devido à grande responsabilidade que é o trabalho de uma Au Pair, é imprescindível que todas as candidatas tenham os requisitos mínimos abaixo:

  • Ter entre 18 e 26 anos;
  • Ser solteira e não ter filhos;
  • Ter inglês intermediário na conversação;
  • Possuir carteira de motorista e saber dirigir;
  • Gostar muito de crianças;
  • Ter pelo menos 200 horas de experiência de trabalho com crianças, comprovadas por referências;
  • Não ter antecedentes criminais;
  • Ter a aprovação de um médico para participar;
  • Ter um passaporte válido.

O requisito mais importante é o trabalho com as crianças. Apesar do mínimo exigido ser 200h, a maioria das famílias espera que as candidatas tenham mais do que isso. A experiência pode ser como babá, trabalho voluntário em jardim da infância ou berçário, monitora de acampamento infantil, instrutora de esportes para crianças, líder de grupo de igreja, professora infantil ou qualquer outro tipo de trabalho com crianças. Lembrem-se que não basta ter convivido com crianças e sim ter sido responsável por elas.

Veja outras formas de trabalhar legalmente nos EUA.

Estudando como au pair

Ser uma Au Pair é vantajoso. É um dos programas de intercâmbio mais baratos e que te da a oportunidade de trabalhar, morar e estudar nos Estados Unidos. Embora o salário recebido pelos serviços como Au Pair seja baixo, aproximadamente $200 dólares semanais, é o suficiente para viver no país, já que não precisará bancar moradia nem alimentação.

Tanto o intercambista quanto a família que hospeda deve seguir as normas impostas pelo governo e pela agência. O programa é inteiro baseado em leis, uma delas é que é responsabilidade a família ajudar a Au Pair a financiar os estudos com uma bolsa fixa de $500 durante o ano. Caso o curso escolhido pela Au Pair ultrapassar esse valor, o restante é por conta dela.

A grande maioria delas optam por cursar inglês, para aprimorar o idioma. Outra opção de estudos são os cursos técnicos profissionalizantes oferecidos pelas community colleges (faculdades comunitárias), por serem curtas, baratas e resultares em créditos. É uma ótima oportunidade de destacar seu currículo quando voltar ao Brasil.

Importante:

Na hora de optar pelo curso, é necessário prestar atenção nos “créditos acadêmicos”, pois se tiver a intenção de renovar o visto e estender o intercâmbio no país, por mais 6, 9 ou 12 meses, precisa ter completado 6 créditos ou 60 horas de estudo.

Visto J1 – programa de visto de intercâmbio

O visto J1 (concedido às Au Pairs), permitem estadia, trabalho e os estudos nos Estados Unidos. No entanto, alguns optam por trocar o visto J1 para o visto F1 (estudantes) ainda estando nos EUA, para permanecer no curso escolhido e fazer uma pós-graduação.

Eles podem aceitar a troca de visto, como podem recusar. Caso recusem, a Au Pair deve deixar o país assim que o programa terminar e o seu visto J1 perde a validade.

Qualquer um que permaneça no país se a troca do visto for negado automaticamente passa a ficar ilegal. Então, se você deseja conseguir alguma formação acadêmica pelo programa Au Pair, entre com o pedido do seu visto de estudante F1 antes do seu J1 expirar. Pelo programa de Au Pair, você poderá ficar até dois anos nos Estados Unidos.

Antes de você solicitar o visto J junto à Embaixada dos EUA no Brasil ou em um dos Consulados norte-americanos, primeiro você precisa ser aceito em uma categoria de programa de intercâmbio através de uma organização patrocinadora cadastrada junto ao governo norte-americano. Se você for aceito este patrocinador vai lhe informar sobre os procedimentos e documentos necessários para solicitar o visto J.

Como tirar o Visto J1 – passo a passo

1º Passo – DS 2019

Matricule-se em uma Escola ou Universidade, solicite a emissão do DS-2019 para a Escola ou Universidade, pague a taxa SEVIS: www.fmjfee.com

Como obter o DS-2019

O formulário DS-2019 ou “Certificate of Eligibility for Exchange Visitor (J-1) Status” é o documento básico necessário para suportar um pedido de visto de visitante (J-1). É um documento de 2 páginas, utilizado na administração do programa de visitas de intercâmbio. Ele te permite procurar uma entrevista em uma embaixada ou consulado dos EUA para obter um visto J.

Esse formulário é um documento do Departamento de Estado controlado que só pode ser produzido através do SEVIS. Ele identifica o visitante de intercâmbio e seu patrocinador designado. Fornece uma breve descrição do programa de visitas de intercâmbio, incluindo a data de início e término, categoria de troca e uma estimativa do custo do programa.

SEVIS é o banco de dados do Departamento de Segurança Interna desenvolvido para coletar informações sobre os titulares de vistos F, M e J. Não existem formas SEVIS em branco. Cada formulário DS-2019 é impresso com um identificador exclusivo conhecido como “SEVIS ID number” no canto superior direito.

O Formulário DS-2019:

  • Identifica o participante (bloco 1);
  • Identifica o patrocinador (bloco 2 e bloco 7, que contém o nome, assinatura e número de telefone / endereço do responsável do patrocinador);
  • Fornece uma breve descrição da atividade do programa a ser completada pelo participante (bloco 2);
  • Identifica as datas de início e término do programa (bloco 3) e a categoria do programa (bloco 4); e
  • Fornece uma quebra do apoio financeiro total estimado a ser fornecido ao participante durante seu programa (bloco 5).

Os patrocinadores designados estão autorizados a emitir este formulário para potenciais visitantes de intercâmbio. Ele é preenchido pelo patrocinador antes de ser entregue ao participante, que uma vez emitiu o DS-2019, pode solicitar uma embaixada ou consulado dos EUA para o visto J-1.

São os Diretores Consulares que decidem se você recebe o seu visto J-1,como todos os vistos não-imigrantes, mesmo que você seja aceito em um programa de visitas de intercâmbio e tenha recebido seu DS-2019.

Dica:

O patrocinador designado, cujo nome e número de telefone pode ser encontrado no Formulário DS-2019, deve ser contatado para dúvidas e preocupações sobre seu Formulário DS-2019. Ele é responsável por ajudá-lo e aconselhá-lo sobre todos os assuntos relacionados ao seu programa de visitas de intercâmbio.

2º Passo – Formulário DS-160

Preencha o formulário DS-160 https://ceac.state.gov/genniv/. Nós ensinamos como preencher esse formulário aqui. Ele é a base para o pedido de todos os vistos americanos.

3º Passo – Agendamento

Entre no site do CASV (Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto) e preencha as informações solicitadas. Crie um log in e escolha o método de entrega: Residencial ou CASV.

4º Passo – Pagamento

Faça o pagamento da taxa de MRV USD 160,00, via cartão de crédito (acesso imediato ao calendário de agendamento). Ou via boleto bancário (acesso ao calendário de agendamento após dois dias úteis). Marque o tipo de entrega: Residência (10 dias úteis) ou CASV (com coleta agendada).

5º Passo – CASV

Compareça nas datas e horários agendados com a documentação listada.

Atenção

  • Não esqueça de levar para o CASV: Passaporte válido assinado, DS-160 (com o código de barras) e a página de confirmação do agendamento.
  • Não esqueça de levar para o Consulado/Embaixada: Passaporte válido assinado, página de confirmação do agendamento, DS-2019, I-20 originais assinados pelo aluno e instituição e comprovante de pagamento da taxa SEVIS.

Aqui você poderá encontrar dicas para passar na entrevista.
Horários: Comparecer não mais que 15 minutos antes do horário agendado.

Devolução: Os vistos são emitidos em até 10 dias úteis após a entrevista. Se a sua opção de entrega foi o CASV, aguarde o e-mail com orientações sobre como retirar o seu passaporte.

Trabalhando como Au Pair

É preciso trabalhar 45 horas por semana, não mais de 10 horas diárias. O pagamento é feito semanalmente e a família que hospeda é responsável pela moradia, transporte e alimentação da Au Pair.

Certas agências (você passará por uma caso entre no programa), ajudam as Au Pairs recém-chegadas nos EUA com seminários explicando como o programa funciona antes delas se hospedarem na casa da família escolhida; acesso seguro a saúde e algumas ainda dão um bônus em dinheiro quando o programa termina.

O pagamento que as famílias oferecem giram em torno de $200 mais $500 para estudos, o suficiente para viver no país e cursar uma community college.

Os preços que as agências cobram pela intermediação do processo varia de acordo com o tipo de pacote que se deseja. É legal comparar os preços de diversas agências. Quanto mais você paga pelo pacote, mais você recebe em pagamento.

Dicas:

  • As agências não divulgam quanto você deve pagar até que você demonstre interesse verdadeiro em participar do programa. É necessário ser insistente!
  • Jamais assine qualquer contrato ou pague qualquer empresa sem estar certo de que ela seja segura e respeitável. Lembrando que as agências podem negar sua entrada no programa caso você tenha algum problema de saúde.
  • Se você quer ser babá nos Estados Unidos deve falar bem o inglês e gostar de crianças.
  • Rapazes também também aproveitam a oportunidade de trabalhar como Au Pair, não é só para moças.

Veja Também:

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar